Jogos Tiro em primeira pessoa para ps3 #1

Fala galera do game blog! Veja a lista de jogos de tiro em primeira pessoa para ps3.

  1. Bodycount é um FPS (jogo de tiro em perspectiva de primeira pessoa) que coloca os jogadores em uma legítima confusão de tiroteios e explosões em cenários destrutíveis. Pois é: não procure cobertura de fogo atrás de objetos que podem ser facilmente destroçados por disparos nervosos dos seus oponentes.
Os gamers se encontram em um conflito global clandestino na forma de empregados que têm carta branca para eliminar inimigos conhecidos como Targets para uma entidade denominada Network. Armas interessantes fazem com que nada esteja a salvo da destruição iminente.
A EGO Game Technology Platform proporciona alguns itens de peso: gráficos satisfatórios, uma boa inteligência artificial, sistemas físicos convincentes, uma narrativa decente e uma boa jogabilidade online. Vale lembrar que Bodycount vem do mesmo criador de Black, o famoso game lançado em 2006 para PlayStation 2.

Gênero: Ação, FPS, Tiro, Ação Científica
Faixa etaria: Maiores de 17 anos
Número de Jogadores: 1 Jogadores
Publisher: Codemasters


2.SPEC OPS: THE LINE Esqueça a imagem paradisíaca que você tem de Dubai, pois ela não está mais lá. Ao menos não em Spec Ops: The Line, o novo jogo de tiro em terceira pessoa com cenários pós-apocalípticos, desenvolvido pela Yager e publicado por ninguém menos que a 2K Games.
A cidade, outrora conhecida pela magnificência de suas edificações, agora está soterrada debaixo de muitos metros de areia graças a uma série de cataclismas, o que abre espaço para um verdadeiro palco da destruição, construído em tempo real pelas explosões dos armamentos e pelos disparos das armas de fogo, capazes de perfurar cimento e de estilhaçar as vidraças.

A presença da areia no cenário é um dos principais aspectos do jogo, fazendo com que cenários e terrenos mudem em questão de segundos, abrindo crateras e devastando as forças armadas. Você embarca nesta viagem no papel de um soldado das forças norte-americanas, com o propósito de resgatar alguém que está perdido. Prepare-se, pois a sua caminhada pelas dunas será árdua e longa.


GÊNERO: Ação, Tiro
PUBLISHER: Take 2
LANÇAMENTO: Agosto 2011

DISPONÍVEL NAS PLATAFORMAS: PS3, X36


3 .GoldenEye 007: Reloaded é um game de FPS (tiro em primeira pessoa) inspirado no clássico da Rare lançado para Nintendo 64. O título, entretanto, traz uma campanha diferente, novos modos multiplayer e vários desafios.
O jogador vive na pele de James Bond, que, aqui, é interpretado por Daniel Craig — o Bond de Casino Royale (2006) e Quantum of Solace (2008). A aventura traz vários locais conhecidos do filme GoldenEye, como a gélida Severnaya e a Dam.

Durante sua jornada, Bond pode ser discreto, utilizando armas com silenciador ou ataques corporais para eliminar os inimigos, ou então partir com força total — algo que, consequentemente, gera muito mais problemas. Na tela, o jogador encontra informações sobre objetivos e muito mais.
Além disso, os jogadores podem participar de desafios personalizáveis e compartilhá-los com a comunidade online. Como se não bastasse, GoldenEye 007: Reloaded oferece um modo multiplayer online para até 16 pessoas e o clássico modo com tela dividida para quatro combatentes.

Gênero: fps, Tiro
Faixa etaria: Maiores de 13 anos
Número de Jogadores: Offline
Publisher: Activision Blizzard

4.F.E.A.R. 3 é o terceiro jogo da franquia homônima que traz uma mistura de ação e horror sob a perspectiva de primeira pessoa, concebendo um FPS diferente do convencional. Agora, a responsável é a 1 Day Studios, que substitui a Monolith, responsável pelos dois títulos predecessores.

Neste game, o jogador conhece a história dos irmãos Point Man e Paxton Fettel. O segundo, como os fãs devem reconhecer, era o principal vilão do primeiro jogo da franquia, no qual Point Man agia como o protagonista que buscava eliminar Fettel. Agora, anos após os acontecimentos de F.E.A.R., Fettel, morto no primeiro game, retorna como fantasma, e busca ajuda de Point Man para encontrar a temível Alma.

F.E.A.R. 3 conta com foco no modo cooperativo, trazendo uma campanha estrelada pelos dois personagens. Cada um deles conta com um tipo de jogabilidade diferente. Point Man, por exemplo, traz controles convencionais para a franquia, apresentando um arsenal de armas militares e a possibilidade de diminuir a velocidade do tempo.

Já Fettel possui habilidades exclusivas para quem já passou dessa para uma melhor. Mesmo com um buraco na cabeça, o fantasma consegue enxergar alguns locais invisíveis para seu irmão. Cabe ao jogador que controla Fettel decidir se contará ou não o que acabou de ver. Além disso, a assombração pode lançar explosões psíquicas e controlar os corpos dos inimigos. Também é possível possuir as pessoas, tomando controle dos oponentes e assumindo seus ataques e movimentos.

As sequências com os trajes robóticos conhecidos como Mechas, de F.E.A.R. 2, também estão de volta. Agora, contudo, há uma exigência maior do jogo em relação ao jogador, obrigando-o a prestar mais atenção em seus movimentos e a administrar melhor sua munição. Em certos momentos, os dois irmãos controlarão estas máquinas, atacando inimigos como helicópteros e outros.

Desenvolvedor: Day 1 Studios 


 5.PS3 SOCOM 4: U.S. Navy SEALs Provavelmente nenhum jogo da série SOCOM foi tão aguardado quanto SOCOM 4. Um enorme salto qualitativo na série? Talvez. Mas o que realmente tem chamado a atenção de jogadores mundo afora é o suporte ao controle sensível ao movimento da Sony, o PlayStation Move. Juntamente com o sub-controle adicional, o Move será responsável por todos os controles — tanto do próprio personagem, quanto da sua equipe subordinada.

Para jogar SOCOM 4, você manterá o Move na sua mão direita e o sub-controle na esquerda. Apontar diretamente para tela fará mover o retículo, enquanto que mirar nas bordas da tela fará com que o personagem gire sobre os tornozelos. Toda movimentação é feita através do direcional analógico do sub-controle — para frente, para trás, e andar de lado. Para atirar e buscar cobertura, basta utilizar, respectivamente, os gatilhos do Move e do sub-controle.

Como qualquer fã de SOCOM deve saber muito bem, a ideia aqui sempre foi conferir um quê tático aos movimentos da sua equipe. Todo os controles da esquadra aqui ficarão, é claro, a seu cargo; todos eles mapeados para o sub-controle. Ao pressionar o botão superior, o jogo entrarão em uma pseudo-câmera lenta; basta então distribuir ordens entre os membros, colocando “waypoints” ou atribuindo alvos através do direcional digital do sub-controle.

SOCOM 4 vai levá-lo ao sudeste da Asia, onde um exército revolucionário tomou o controle do país que bordeja o Estreito de Malaca, um canal que liga os oceanos Pacífico e Índico entre Malásia e Indonésia. A idéia é entrar profundamente em florestas inóspitas, cidades em ruínas, tudo a fim de caçar os rebeldes dentro do seu próprio território. O tempo total da operação (dentro do jogo, é claro) é de seis dias, divididos em dois atos principais.

¦ Desenvolvedor: Zipper Interactive
¦ Distribuidor: Sony

Share on Google Plus

About Erasmo Jaspion

    Blogger Comment
    Facebook Comment

0 comentários:

Postar um comentário